Partilhar

A sustentabilidade está cada vez mais premente como uma preocupação contínua das empresas face às rápidas mudanças de perspetiva a nível global.

Nos últimos anos temos assistido a um movimento de empresas que tornam o seu compromisso com a “sustentabilidade” público. Estabelecem objetivos claros sobre o consumo de energia, diversificam a sua força de trabalho ou mudam para processos de negócio “mais limpos”. 

Contudo, isto representa apenas a ponta do iceberg. É expectável que o interesse por esta matéria cresça ainda mais durante as próximas décadas, à medida que as organizações são também pressionadas por movimentos sociais e por desafios ambientais. 

Na realidade, este é um tópico muito complexo e indefinido para a maioria das empresas, tornando-se urgente promover um debate entre o “saber” e o “fazer” para clarificar a importância da sustentabilidade corporativa. 

No dia 26 de novembro, estivemos à conversa com Cátia Oliveira, Cátia Santana e Fernando Merino, sobre as principais tendências na área de Sustentabilidade. Nesta sessão conduzida por Filipa Gonçalves compreendemos que independentemente do setor de atividade existem inúmeras oportunidades para as organizações produzirem e gerarem impacto nesta matéria. Em síntese, entendemos que o maior inimigo da implementação deste tipo de iniciativas é a inação. É muito importante as entidades agirem, começarem de forma gradual e incremental para assumirem um papel de liderança no âmbito da Sustentabilidade.

 Reveja esta sessão:

×

Powered by WhatsApp Chat

× How can I help you?