Partilhar

Ursula von der Leyen está a viajar pelas capitais europeias. Na viagem, ela apresentará a aprovação da Comissão dos Planos de Recuperação e Resiliência, seguida de uma conferência de imprensa com cada primeiro-ministro.

A digressão começou no dia 16 de Junho, um mês após os primeiros planos terem sido apresentados à Comissão, tendo sido o PRR português o primeiro a ser aprovado.

Agora, o Conselho terá, como regra, quatro semanas para adotar a proposta da Comissão.

Os países que têm os seus Planos de Recuperação e Resiliência aprovados são: (em atualização)

  • Portugal: 16,6 mil milhões de euros, dos quais 2,2 mil milhões de euros serão partilhados em pré-financiamento.
  • Espanha69,5 mil milhões de euros, dos quais 9 mil milhões de euros serão partilhados em pré-financiamento.
  • Grécia: 30,5 mil milhões de euros, dos quais 4 mil milhões de euros serão partilhados em pré-financiamento.
  • Dinamarca: 1,5 mil milhões de euros, dos quais 200 milhões de euros vão ser partilhados em pré-financiamento.
  • Luxemburgo: 93 milhões de euros, dos quais 12 milhões de euros serão partilhados em pré-financiamento.
  • Áustria: 3,5 mil milhões de euros, dos quais 450 milhões de euros serão partilhados em pré-financiamento.
  • Eslováquia: 6,3 mil milhões de euros, dos quais 823 milhões de euros serão partilhados em pré-financiamento.
  • Letónia: 1,8 mil milhões de euros, dos quais 236 milhões de euros serão partilhados em pré-financiamento.
  • Itália: 191,5 mil milhões de euros, dos quais 24,6 mil milhões de euros serão partilhados em pré-financiamento.
  • Alemanha: 25,6 mil milhões de euros, dos quais 2,3 mil milhões de euros serão partilhados em pré-financiamento.
  • Bélgica: 5,9 mil milhões de euros, dos quais 770 milhões de euros serão partilhados em pré-financiamento.
  • França: 39,4 mil milhões de euros, dos quais 5,1 mil milhões de euros serão partilhados em pré-financiamento.
  • Eslovénia: 2,5 mil milhões de euros, dos quais 231 milhões de euros serão partilhados em pré-financiamento.
  • Lituánia: 2,2 mil milhões de euros, dos quais 289 milhões de euros serão partilhados em pré-financiamento.
  • Chipre: 1,2 mil milhões de euros, dos quais 157 milhões de euros serão partilhados em pré-financiamento.
  • Croácia: 6,3 mil milhões de euros, dos quais 818 milhões de euros serão partilhados em pré-financiamento.